terça-feira, 5 de junho de 2012

A hora de te encontrar

A hora de te encontrar é como a hora do almoço
É como quando o olho pede sono e repouso
Irresistível como o cobertor e a cama quente,
Numa noite de frio, chuva e vento.

A hora de te encontrar é como acordar de repente
Como quem está atrasado e esquece de escovar o dente
Que só pensa em chegar e não descansa a mente
Até chegar no compromisso e vir quem ou o quê.

Afinal de contas se conta os minutos,
Se faz de tudo para fazer tudo juntos,
Se pensa nisso e por essa lente vê o mundo,
Deve ser importante.

A hora de te encontrar aquece o coração,
É para mim o que para o faminto é o pão,
Nessa hora para todo o resto se diz não,
"Sim", apenas para o que vai acontecer agora.

Porque agora é a hora, este é o momento
De parar de olhar para fora e olhar apenas para dentro
Sim, pois agora eu sou livre como o vento
E se não fosse por você tudo para mim não seria mais do que tormento.

Fique por perto, mesmo depois disso
Não me deixe por nada, nem por algum serviço
Nem porque o mundo acabou e todo o resto está perdido
Porque nada na história vai resultar de bom se não for por isso:

Na hora mais importante da minha vida, eu encontrei a Cristo.